Brasil supera a Rússia em produção científica

A notícia é muito boa!!! Há quarenta anos ninguém apostaria, mas, no século 21 a produção científica brasileira acaba de superar o volume de pesquisas russas e breve deverá assumir o posto de “segundo laboratório” entre as principais economias emergentes do mundo, reunidas no BRICs (Brasil, Rússia, Índia e China).

Quem afirma é a Thomson Reuters, conceituada empresa norte-americana de consultoria e se baseia na publicação de artigos em cerca de 10.500 revistas científicas do mundo inteiro.

O Brasil, nos últimos 18 anos, passou de 3.665 artigos para 30.021 estudos publicados. Os russos mantiveram a média em 27.603, enquanto os indianos ficaram com 38.366 artigos contra 13.984 publicados em 1990.

Dentre os BRICs quem é imbatível são os chineses, com 112.318 artigos em dezoito anos. Ainda assim, um número ainda modesto perto dos 332.916 artigos de autoria americana.

O Brasil investe 01% (um por cento) do Produto Interno Bruto (PIB) em produção científica, o que é metade da dotação dos EUA. Aqui temos 0,92 pesquisador para cada mil trabalhadores, muito aquém da média de até 8 pesquisadores por mil trabalhadores nas nações mais industrializadas do planeta.

O maior celeiro de pesquisas brasileiras, e que vem puxando esse crescimento nacional, continua sendo a agricultura. Atividade de importância estratégica para a nossa economia.

O caminho é esse mesmo…

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

122 Comments »

 
 

Deixe uma resposta

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>